quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Blogs e Blogueiros: RPG do Mestre - Fábio Silva


Saudações nobres peregrinos! Recebemos hoje na seção blogs e blogueiros um grande comentarista do Clérigo, o grande Fábio Silva, que posta no todo poderoso RPG do Mestre.

____________________________________________________________
Muito bem, Fábio, seja bem vindo ao blog do Clérigo. Antes de mais nada, obrigado por todos os comentários que você faz por aqui. Como blogueiro você deve gostar de comentários tanto quanto eu!
Eu que agradeço pela oportunidade e o espaço Clérigo. E é sempre um prazer ler e comentar no seu blog, o qual acompanho a um bom tempo. E quem não ama comentários no post? Hehe

Como de costume, conte-nos um pouco sobre você, sua idade, profissão, local de origem...
Bem, tenho 24 anos e moro em Gravatá-PE. Sou freelancer em designer e nasci na capital de Pernambuco, Recife, que fica bem próximo a minha cidade (mas não me dou bem com cidade grade!).

O que exatamente não te agrada nas cidades grandes?
Gosto até certo nível mas, como cresci em cidade do interior... sabe como é né! Conheci todos os meus amigos e montei minhas mesas de RPG aqui, acho que sou muito apegado ao estilo "interior" de viver a vida. Porém, também minhas fobias limitam muito o que consigo fazer em locais grandes, muito populosos, movimentado e barulhentos (Ha! Salve Paranoia!).

Há quanto tempo joga RPG e como tudo começou?
Comecei a jogar em 2002 para 2003, o que me deixa com quase 8 anos de jogo, e como a maioria dos RPGistas daqui, comecei com Vampiro a Máscara. Porém a oportunidade de comprar o meu primeiro livro de RPG veio de um conhecido que possuía um livro usado do GURPS Módulo Básico. Já gostava bastante do que jogava, Storyteller, e GURPS foi simplesmente fenomenal. Após isso, adquiri alguns livros da série 3D&T e Tormenta que, naquela época, chegavam nas bancas de revistas. Passei um bom tempo jogando esses três sistemas, até que em 2007 joguei pela primeira vez Dungens & Dragons Terceira Edição.

Quais são seus sistemas e cenários favoritos de RPG?
Hoje, ainda o GURPS, porém, gostei muito dos Dungeons & Dragons Quarta edição, o qual posso dizer ser um dos meus favoritos atualmente (apesar de ainda gostar muito da série 3.x). Gosto bastante de Mutantes & Malfeitores mas, ainda não tive oportunidade de montar uma mesa (já que RPGistas aqui são bem escassos) e o sistema Daemon por sua versatilidade.

Em cenário os que posso dizer que amei desde o momento que conheci são Ravenloft e Dragonlance, para mim, são simplesmente fenomenais (Ravenloft ainda mais por possuir uma rara versão para GURPS!). Gosto também muito da ambientação da série White Wolf, apesar de o sistema em si não me agradar.

Eu nunca ouvi falar dessa versão de Ravenloft para GURPS! Você tem essa relíquia?
Para falar a verdade não é um livro oficial da Steve Jackson Games (se o for, não tinha conhecimento). Há algum tempo um grupo de fãs de GURPS e Ravenloft compilou informações sobre o reino em algo como um "livro básico não oficial" - semelhante a o GURPS Star Wars 4th. Lá constavam, principalmente, a conversão das regras de AD&D e D&D para uma versão única do Ravenloft para GURPS (eles haviam criado uma única linha cronológica, bem legal).

Eu tinha um cópia PDF que consegui há alguns anos, e não mais havia procurado na net. Por ter perdido meu outro PC, ela foi junto. A algum tempo eu procuro por essa versão mas, infelizmente, parece ter sumido da net (o que a meu ver é impossível - poderes sombrios envolvidos! Quem sabe...)!

Se encontrar essa relíquia poste o link por aqui, rsrsrs. Você também falou sobre a escassez de jogadores onde mora. Nunca pensou em jogar numa mesa online?
Até tentei uma vez mas, não consegui ao certo. Provavelmente por que não conhecia ninguém e tal. Acho que se eu conseguisse montar um grupo legal poderíamos jogar umas boas horas e nos divertirmos um bocado.

Sobre a escassez de jogadores aqui na cidade, estamos meio que "trabalhando" em projetos de ensino da prática do RPG de forma segura e saudável. Uma delas é a abertura de um espaço com mesas, livros e acessórios para mestres e jogadores. Esse projeto está acoplado a uma pequena loja que esperamos montar no próximo ano, ligada diretamente a mangá, quadrinhos e principalmente RPG.

O pessoal da Ligeira Impressão - Gráfica Rápida, aqui em Gravatá-PE, me propuseram uma ótima parceria e projetos ambiciosos (como uma pequena editora direcionada a RPG importados e pouco ou nunca explorados e um espaço para novos títulos nacionais).

Estamos trabalhando para que as coisas comecem a caminhar a seu passo (mesmo que lento) em 2011.

Que grande iniciativa! Espero que dê muito certo. E sobre sistemas, há algum jogo ou cenário que nunca jogou mas gostaria de conhecer?
Tenho muita vontade de conhecer os RPG's nacionais, como o Crônicas da Sétima Lua, e várias outras publicações, tanto Daemon como Conclave e outras editoras. O emprego apenas não me permite, no momento, investir um pouco mais.

Pelo que você já falou, parece que conhece vários sistemas e ambientações diferentes. Na hora do jogo o que realmente importa na sua opinião?
Conheço bem a maior parte dos importados que foram lançados no Brasil e alguns títulos nacionais - como o Old Dragon que pretendo comprar o Box (estou explorando esse mercado atualmente). Estou aperfeiçoando meu inglês para poder explorar o que há lá fora.

No momento do jogo acho que o que mais importa, pelo menos para mim, é a diversão. Sistemas ou cenários podem ser explorados ao máximo, porém, se algo pode limitar o nível de diversão, de uma boa história contada no momento ou simplesmente atrapalha, então o grupo deve sentar e pensar direito sobre o que vai ser usado de cada livro.

Como exemplo posso sitar GURPS. Como alguns devem saber, sou fã desse sistema que é bastante conhecido pela complexidade de suas regras. Porém, algo que os mestres e jogadores esquecem ao darem sua "sincera opinião" sobre o sistema é que ele é bastante flexível, podendo ser usadas poucas ou quase nenhuma regra ou então o máximo que sua mente puder gravar (ou sua paciência permitir ler durante a partida) - o que alguns sistemas não conseguem fazer, já que em muitos, um grupo de regras depende de outro (o que não ocorre em GURPS).

Para mim o mais importante é a diversão acima de qualquer sistema ou cenário. É por isso que nos reunimos, é por isso que continuamos contando histórias e explorando o imaginário.

Acho que nossos estilos de jogo são bem similares, pois também priorizo a história às regras. E você possui outros hobbies além do RPG?
Sim, estudo música (violino especialmente) e desenho artístico (não tão voltado aos quadrinhos e mangás apesar de gostar bastante dos mesmos). Ocupo grande parte do meu tempo com essas atividades além da leitura descontrolada (admito: sou viciado em livros!).

Você tinha um outro blog antes, o Última Saga, e há cerca de um mês começou a postar no RPG do Mestre. O que o motivou a sair do US e ir para o RPGdM?
Cara, essa história é bem curiosa. A cerca de um ano eu companho diversos blog's, apesar de nos últimos três meses essas visitas serem mais frequentes por eu ter adquirido um computador e internet. Porém eu nunca havia participado em nada. Não comentava, não mandava e-mail, essas coisas. Apenas lia e saia.

Dai numa quinta-feira, 23 de setembro eu decidi comentar. E acabou sendo em uns vinte blog's no mesmo dia. Notei que muitos agradeciam os comentários e também outros abriam ótimos debates e conversas legais (as quais agora eram mais empolgantes por que eu estava envolvido). Assim, um dia depois, na sexta-feira, dia 24 eu estava tão empolgado com a ideia que criei um blog: o Última Saga.

Meu primeiro post nele saiu na segunda feira, dia 27 de setembro e assim consegui manter por cerca de oito dias (lembro-me de ter escrito uns oito ou nove artigos, os quais saiam um por dia) e foi quando vi que outros blog's aceitavam materiais de seus leitores.

Então oito dias depois de ter criado meu blog eu enviei um e-mail para o blog RPG do Mestre com uma matéria que gostaria que eles avaliassem para, quem sabe, uma postagem minha no blog deles, o qual eu já acompanhava e considero um dos melhores do Brasil.

E a resposta não foi uma confirmação da postagem mas sim, um convite pra escrever junto com os caras! Putz! Eu tinha um blog a oito dias, a dez eu participava com comentários e agora os caras de um blog como o RPG DM queriam que eu tivesse junto com eles!? Loco!

Assim achei que seria mais fácil, e mais seguro em cumprir minha parte no RPG DM, se eu findasse o meu blog, o qual tinha apenas oito dias, não tendo tantos seguidores e assíduos como o Clérigo, por exemplo, já que tinha tão pouco tempo de vida. Havia divulgado ele bem pouco, ainda assim, muitos não sentiriam falta se o mesmo não mais existisse. Claro que expliquei aos poucos que acompanharam a trajetória do Última Saga, em sua “última saga” durante o longo período de uma semana!

E como é postar naquele que, na minha opinião, é o melhor blog de RPG do Brasil?
Pra ser sincero de inicio fiquei bem receoso. Nunca havia escrito nada naquele nível, já que, a pouca experiência que possuía vinha de meu blog, o que não conta muito, pois foram apenas oito dias! Mas os caras são muito gente boa e te deixam muito à vontade.

Confesso que nos primeiros dias fiquei bem inseguro, achando que meus post's eram uma porcaria mas, haviam bastantes comentários positivos do pessoal que lia e o poio do Erick e do Fernando. Para mim é um prazer poder fazer parte de uma família RPGística como o são o pessoal do RPG DM. Espero que possamos continuar essa jornada nos mundos do imaginário juntos como os bons amigos que podemos ser, apesar da distância.

Caro Fábio, muito obrigado por essa entrevista. Eu era um dos poucos seguidores do Última Saga e tenho acompanhado seu trabalho no RPGDM, e posso dizer que é de alto nível (assim como tudo naquele blog). Espero que continue nos brindando com sua sabedoria!
Eu que agradeço o espaço e a oportunidade. E quem sabe um dia o Última Saga não vira algum projeto RPGistico legal (quem sabe... quem sabe...). Obrigado por fazer parte da comunidade RPGistica que acompanha o RPGDM e espero poder continuar sempre ativo nesse universo maravilho que além de trazer bons momento de diversão, nos trás também ótimas amizades. Obrigado Clérigo e sucesso ao blog.
o ClérigoSo long and thanks for all the fish!

7 comentários:

  1. Ótima entrevista. Legal conhecer um pouco amis da trajetória de um blogueiro.

    ResponderExcluir
  2. Fazer o que?! o cara é bom... tivemos que chama-lo antes que alguém fizesse isso...

    ResponderExcluir
  3. Gostei, não acompanho o RPGDM mas já vi bastante criticas positivas, vou dar uma passada lá depois pra dar uma olhada.

    ResponderExcluir
  4. Eu até deixei o banner do Última Saga no meu blog, mas percebi há algum tempo que o link não ia pra lugar nenhum... /:

    Eu passei pelo RPG do Mestre algumas vezes, mas infelizmente não acompanho o blog (não riam, mas realmente não consegui achar o botão de "seguir" ou algo do tipo...).

    De qualquer forma, legal a entrevista ^^

    ResponderExcluir
  5. Realmente o RPGdoMestre não tem um botão "seguir" ou algo assim, mas se você fizer login no blogger, logo na página inicial tem uma aba "blogs que estou seguindo" e logo abaixo está o botão adicionar. É só colocar o endereço do blog lá e você se torna um seguidor. Eu recomendo!

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.