domingo, 11 de setembro de 2011

A Magia em Castelo Falkenstein

Castelo Falkenstein é de longe o meu RPG favorito. Assim, não é surpresa nenhuma eu ter escolhido usá-lo nessa semana temática. Sem mais demora, queiram me acompanhar, cavalheiros. Vamos falar um pouco sobre...


A Magia em Castelo Falkenstein
A magia em Falkenstein esta em todas as coisas, em todos os lugares. Ela se estende como uma teia de energia que permeia tudo o que conhecemos, e o que não conhecemos também.

Imaginem que por detrás da realidade, existe um universo inteiro formado apenas por linhas de energia. As maneiras em que essas linhas são atadas dão forma à tudo o que existe. Para alguém com o “Dom”, basta saber apenas desatá-las ou formar novos nós, e ele molda a realidade da mesma forma que um pintor pinta um quadro.
Um mago enxerga o mundo mais ou menos desta forma.

 Os efeitos da magia depende de como o mago desata ou amarra esses nós, e o quão complexos eles o são. De fato, magias mais simples são como amarrar seus próprios cadarços, enquanto efeitos mais complexos seria como desembaraçar uma imensa rede de pesca.

Mas cuidado. A magia em Falkenstein é imprevisível e caprichosa. Um efeito errado em atar os nós da realidade não significa que você ficará com os cadarços desamarrados. Significa provavelmente que você seja transformado em uma barata ou que mande uma cidade inteira pelos ares.
É preciso ter cuidado ao tentar desembaraçar as teias da magia.


Mas como se tornar um Mago em Castelo Falkenstein?

Em Falkenstein um mago nasce com o “Dom”. Essas raras pessoas conseguem enxergar, mesmo que de forma precária, as redes da magia. Mas não conseguem, na maioria das vezes, causar efeitos. É mais ou menos como tentar fazer tricô sem agulhas.
Esqueçam os chapéus pontudos. Esse é um mago Falkensteiniano.

Somente com muito estudo e dedicação, os aprendizes conseguirão fazer efeitos mais complexos e enxergar de forma nítida os nós da realidade. E para isso, existem verdadeiras escolas de magia. Essas escolas nada mais são do que Ordens ou Sociedades Secretas, que copilam os acertos e erros da magia, assim como seus efeitos, durante séculos.

E nem precisa se preocupar em tentar encontrá-las. Se você possuir o “Dom”, pode ter certeza que eles o encontrarão primeiro. Afinal, um talento tão raro assim não deve ser desperdiçado.

Ordens de Feitiçaria

Existem centenas de ordens de feitiçaria no mundo Falkensteiniano, cada uma com objetivos diferentes e teorias diferentes sobre a magia. Cada ordem também tem seus próprios livros e tomos de magia. Esses tomos são guardados de maneira tão ciumenta que é impossível para alguém que não seja da própria ordem ter acesso a eles.
Típica sociedade secreta de Falkenstein.
 De fato isso é um ponto alto do jogo. Uma vez que não existem distinções entre magia arcana e divina como acontece em D&D. Um Clérigo seria um feiticeiro de alguma Ordem ligada à Igreja, enquanto um Mago propriamente dito seria de uma Ordem ligada ao ocultismo, um necromante seria de alguma seita que cultua Deuses caóticos e um Druida seria de alguma Ordem ligada à natureza.

Outro ponto forte são que as ordens são mantidas em mais completo segredo, realmente como sociedades secretas. Geralmente elas estão sempre tão preocupadas com as intrigas de outras ordens que não sobra muito tempo para se focar inteiramente em seus objetivos. Acho isso excelente, uma vez que não é seguro para o mago revelar-se e como as ordens são secretas, se permite ter um jogo com nível alto de magia mas ao mesmo tempo sem banalizá-la.
Encontro de um Mago com um Dragão.
Amigos, ainda há muitas coisas a serem ditas. Existem os diversos tipos de Fadas, os Dragões, as fantásticas máquinas de Leonardo da Vinci que funcionam movidas a magia. Infelizmente meu espaço é curto, e meu tempo se esgotou. Espero ter oportunidade novamente para falar um pouco mais deste fantástico mundo chamado Castelo Falkenstein.

Até o próximo post, galera =D...
DruidaO Druida já era um druida antes mesmo da chegada da 3ª edição. Desenhista, escritor e professor de artes marciais é também fã de quadrinhos, pintura, literatura, poesia, músicas new age e principalmente RPG. Passou alguns anos tentando construir um PdM épico para sua campanha de DeD 3.5, mas nunca conseguiu calcular corretamente seus talentos, perícias e magias. Acabou desistindo e abraçou o movimento Old School.

10 comentários:

  1. Só serviu pra aumentar ainda mais minha vontade de conhecer esse cenário, muito boa a descrição mesmo pra quem sabe zero de Castelo Falkenstein.

    ResponderExcluir
  2. Legal legal, não conheço muito sobre esse sistema, mas sempre estive curioso! Muito bom o post!

    ResponderExcluir
  3. muito bom!
    sabe, um pouco à parte, mas acho q se a Devir tivesse lançado HOJE esse jogo, ele teria um retorno muito maior do que teve na época.

    é uma pena, pois parece ser um belo jogo

    ResponderExcluir
  4. teve um tempo atras que ia rolar uma mesa de falkenstein. a ideia morreu foi?

    ResponderExcluir
  5. @Au-Au: acho que tinha alguém organizando uma mesa online lá no grupo aqui do blog:

    http://groups.google.com/group/mesasonline

    @Druida: cara, excelente post! As comparações com amarrar cadarços e desembaraçar uma rede de pesca foram ótimas. Falkenstein tb é meu cenário favorito, apesar de nunca ter conseguido jogar.

    @Beltrame: cara, acho a mesma coisa. Hj em dia a temática steampunk está em todo lugar e há vários grupos por todo o país que organizam eventos sobre o tema. Será que a Redbox não relançaria??? :D

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pelos elogios galera =D...

    Na verdade o post não ficou da forma como eu queria. O livro é todo descrito como um romance, inclusive a parte de regras. Daí é muito difícil fazer um resumo conciso =D...

    @Beltrame: Exatamente o que eu penso. Por apresentar uma temática e um sistema um tanto quanto diferente, não foi páreo para o Vampiro na época e depois com a chegada do D&D 3.5 o jogo caiu no esquecimento =/... Hoje em dia, com a febre dos jogos "Indies" ele seria muito melhor aproveitado, com certeza...

    @Clérigo: Redbox relançar Castelo??? Extraordinária sugestão =D...

    ResponderExcluir
  7. Extraordinário... Embora um tanto quanto incompleto, devo confessar.

    ResponderExcluir
  8. Um trabalho digno de nota, evidentemente... Mas um tanto quanto incompleto, devo confessar.

    ResponderExcluir
  9. Bom post! nao conheco o sistema tambem, mas me parece legal /o/ CF em doses homeopaticas /o/

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.