segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Conversa de Taberna: Resenha The Shotgun Diaries



Eles estão lá fora... Eu posso ouvir seus passos vacilantes, os pequenos grunidos que emitem e seus dentes rangendo. Não sei porque eles estão entre nós. Não sei o que acontece com aqueles que tentam achar uma cura. Mas, isso realmente não importa, certo? A minha única escolha é sobreviver... um dia de cada vez.


Shotgun Diaries, do premiado game designer John Wick, é um jogo de sobrevivência ao apocalipse zumbi que se utiliza de mecânicas inovadoras e elegantes para a mais perfeita simulação de situações clássicas de filmes, games e séries de telvisão. Shotgun é rápido, fácil de usar, tenso e horripilante. Neste interpreta-se sobreviventes ao apocalipse zumbi.
Salienta-se que o nosso inigualável Professor Alessandro contribui para este RPG (o nome dele está lá nos agradecimentos,  é só conferir).

O livro possui 22 páginas (o sistema é bem simples), e o layout ficou excelente. SD é apresentado como se fosse um diário pessoal (por isso o Diaries do nome :P), de maneira clara e objetivo, bem no melhor estilo Old Scholl.

Lembrando, que seu objetivo neste jogo não é descobrir uma cura, não é saber como tudo começou, é apena sobreviver, isso se você conseguir.....

O SD utiliza um sistema de narrativa compartilhada. Toda vez que um PdJ for 'Assumir um Risco' (fazer uma ação onde no contexto então envolvidos os zumbis), ele rola sua parada de dados e se tira um 6 (são todos dados de 6 faces) narra o que aconteceu, caso não tire nenhum cabe ao 'Mestre Zumbi' (uia... que nome que dá meda) narrar os fatos.
Contudo existe algumas exceções: sem zumbi, sem rolagem (se as vis criaturas não estão persentes, os sobreviventes não estão correndo nenhum risco, então para que fazer rolagem de dados?); caso você não possa rolar dados (não tem nenhum dado em sua parada para realizar aquela ação), o mestre diz o que acontece (por exemplo: o sobrevivente veloz não consegue erguer um portão pesado, essa séria a tarefa do sobrevivente forte).
Ressalvando, que se você estiver rolando dados, os zumbis estão presentes e você está eliminado eles. Neste jogo é assumido que se você está lançando dados, está matando zumbis (enquanto corre feito um louco pelo supermercado, enquanto sobe uma escada, enquanto toma um banho de sol...)

SD traz 6 arquétipos de sobrevivente (que são os tipos mais comuns encontrados em filmes), são eles:

  • O Sobrevivente Astuto --> Este sabe como fazer ferramentas com as coisas mais estranhas possíveis. Ele também sabe como fazer máquinas complicadas funcionarem.
  • O Sobrevivente Perigoso -- Foi treinado no uso de armas.
  • O Sobrevivente Veloz --> Não é grande, não é muito esperto, mas, pode correr como o diabo (ou como estivesse fugindo de uma horda enlouquecida)
  • O Sobrevivente Furtivo --> Sabe andar por ai sem ser visto (o ladino no melhor uso de sua furtividade/esconder-se)
  • O Sobrevivente Forte --> Pode não ser muito esperto, mas, quando você precisa bloquear a porta, ele é o cara certo (meio-orc bárbaro, muitas vezes em fúria)
  • O Sobrevivente Indefeso --> Não possuem qualquer capacidade de defenderem-se sozinhos. Recomenda-se que sejam PdM (ou seja, estarão ali pra dar densidade a história e atrapalhar os PdJ, porque sempre alguém vai ter que salvá-los)
"Rum Forrest, Rum!" O melhor exemplo do Sobrevivente Veloz

Toda vez que você assumir um risco, lança um número de dados de acordo com seu arquétipo de sobrevivente. Porém, se estiver em um grupo de pessoas, pode adicionar um dado bônus igual ao número de pessoas com você. Assim, é altamente recomendado para a saúde de seu sobrevivente que não se divida o grupo.

Quando estiver utilizando uma arma ou ferramente, aumenta-se sua chance de sucesso. As armas brancas adiciona um +/ a todos os dados (cinco viram seis, quatros viram cinco) e as armas de fogo adicionam +2/ a jogada (quatros viram seis). Contudo tem que ser a arma certa para o trabalho certo (nada de tentar usar um revolver para levantar um portão pesado).

No começo do jogo, cada sobrevivente rola quatro dados. Todos os dados que rolarem um seis são colocados em uma reserva conjunta. Essa reserva constitui seu 'Estoque de Suprimentos' e representa a comida, munição, bandagens e as outras coisas necessárias para sobreviver. Esses dados contarão como dados bônus que pode utilizar para superar um risco. Para repor o estoque de suprimentos, os sobreviventes precisam encontrar um 'Refúgio'.


SD possui um sistema bem interessante de determina a chegada da zumbizada: o 'Relógio Zumbi' que representa a iminente e inevitável chegada dos zumbis. Começa sempre em um e vai aumentando com a passagem do tempo, ao mesmo passo que os suprimentos vão diminuindo.
A qualquer momento o mestre pode enviar os zumbis na direção dos sobreviventes, sendo que o número de zumbis é igual ao nível do relógio.
E outras 'Complicações' pode surgir para atormentar os sobreviventes (as torneiras secam, o motor do carro superaquece, surge um incêndio misterioso, ou um zumbi solitário encontra um dos sobrevivente...etc..)

Contudo os zumbi não são o único perigo que espreita... A tensão contínua, o estado de sempre alerta, a insegurança pode levar a um perigo igualmente mortal: o 'Medo'.
O medo consome toda sua confiança e faz você agir de modo estúpido e egoísta. Quanto mais o tempo passa, mais aumenta o seu nível de medo, o que te impulsiona a usar a sua ação pra escorde-se, fugir ou qualquer outra coisa para salvar sua pele. (E os meus amigos? Amigos? Que amigos?)

Cada sobrevivente possui um diário (lembra o Diaries no nome? hummmm), e cada dia (sessão) é uma página, uma afirmação de que ele ainda está vivo, de que continua sobrevivendo.
O sobrevivente ganha dois benefícios por isso: diminui em um seu nível de medo; e pode ganhar um dado bônus para uma determinada situação (de acordo as especificações do livro).

Em SD o Resgate é possível (acreditem, os sobreviventes vão ser salvos!!!!). Se for desejo do grupo, estabeleçam um número de sessões, ao final delas, aqueles que sobreviverão serão 'salvos' de alguma forma. Seja helicóptero, o exercito, ou caipiras armados até os dentes em pick-ups.
Encerra-se este capítulo, e começamos de novo, com um grupo fresh de sobreviventes (agora eu vou ser o forte!!!)



"Este não é um jogo sobre construir um personagem que consegue proteger-se sozinho, ou sobre um personagem que possui as melhores escolhas, talentos, perícias, ou qualquer coisa do tipo. Tudo que você possui, realmente, é seu talento pessoal, uma doze com poucas balas e a vontade de sobreviver. E é apenas disso que você realmente precisa. Continue correndo. Vejo você no Refúgio.”

Bom, pimpolhos, esse é um resumo básico de Shotgun Diaries.
SD é um RPG divertido, ótimo para campanhas mais curtas, com regras simples e claras, e garanto que vai render horas de diversão para o seu grupo.

Agora vocês peguntam: " Mas, Bel, cade os zumbis? Você não falou deles...."
Não se preocupem os zumbis de SD vão pintar daqui a pouco aqui no Blog, em uma ocasião mais especial..... Aguardem!!!!!! ^^





Postado por Bel, agora sim to com meda!!!

BelBel é uma leitora compulsiva, e aficionada por RPG, HQs, séries, filmes e outras nerdices em geral. É apaixonada pelo Drizzt Do Urden e por sapatos. Além, de ser péssima com nomes e incapaz de, até mesmo, criar um apelido decente.

17 comentários:

  1. lol Pena que não vou poder comprar :l mas vou criar um sistema caseiro baseado nisso XD

    ResponderExcluir
  2. Esse eu to louco pra adquirir, achei muito legal o sistema :D

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh
    O Controle de Mídia (que vem com o .pdf) ficou genial, com direito a grunidos de zumbis, grupos de zumbi atacando, som de tiros, helicópteros, estática, além de sons ambientes.
    ^^

    ResponderExcluir
  4. haha, demais, eu já garantí minha lata especial, louco para jogar e essa resenha só me animou ainda mais, parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Meus amigos vão adorar que eu mestre o SD, são fissurados por apolipses zumbi =p

    ResponderExcluir
  6. "Agora vocês peguntam: " Mas, Bel, cade os zumbis? Você não falou deles...."
    Não se preocupem os zumbis de SD vão pintar daqui a pouco aqui no Blog, em uma ocasião mais especial..... Aguardem!!!!!! ^^"

    Prevejo outra semana temática...
    Essa vai ser show!!!
    Otimo post!!!

    ResponderExcluir
  7. Putz... me deu vontade de comprar esse jogo depois de ler essa resenha! D: Minha esposa vai me matar, mas vou dar um jeito, rsrsrsr.

    @Raphael: bons palpites estes seus, rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  8. Bel, na verdade, a tradução do livro foi minha, com revisão do Tio Nitro e opiniões do Old Combo (Dan Ramos, Neme e Mr. Pop). E, acredite se quiser, você viu o trabalho pronto antes mesmo de mim!
    Valeu pela resenha e vamos armar as escopetas, moçada! Que venham os zumbis!

    ResponderExcluir
  9. Fiquei com medinha!!! kkkkkkkk
    Sempre muito bom jogar zumbis... vc fica nem aí pro q vai fazer... a única coisa realmente importante é sobreviver...

    Só pra Bel não esquecer: to com saudades da minha policial brutamontes, quero jogar de novo com ela! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Xero!

    ResponderExcluir
  10. 20 paginas, 20 reais. TÁ CARO ISSO AÍ, NÃO?!!!

    ResponderExcluir
  11. Acabei de baixar em inglês e ler tudo em uma sentada. Ambientação boa, texto bem escrito, regras simplórias. Uma pena que aqui no Brasil fique tão caro esse conteúdo, ainda não entendo qual a base de lucros que a REDSTORE vai ter, mas, nem se fossem folheadas a ouro as paginas isso valeria 20 reais. Opinião pessoal.

    ResponderExcluir
  12. Vou pegar a grana e comprar o Zumbie Survival Guide no amazon. Mais conteúdo sobre o assunto (288 páginas) e vai me sair 25 pila...

    ResponderExcluir
  13. Felipe, quanto você pagou pelo original, em inglês? Eu paguei 9 dólares PELO PDF! Apenas a conversão para reais dá quase o valor. Adicione que colocamos imagens, traduzimos, adicionamos sons e imagens e pagamos a licença para o John Wick. Se você conseguir fazer isso e conseguir vender por R$ 10,00 (metade do preço do PDF gringo), eu te contrato e, aí sim, ficaremos ricos! Abraços!

    ResponderExcluir
  14. @Felipe Felício: Eu não achei caro não. Não é tão barato quanto um pirata, é lógico, mas conhecendo a qualidade dos produtos da Redbox, eu achei um preço razoável.

    Pra deixar mais claro, o livro em inglês custa 10 dólares, que deve dar uns 17 reais. O livro em português custa 19,90, o que significa algo em torno de 11 dólares. Levando em consideração que é preciso pagar o tradutor, os revisores e os direitos ao autor, o preço do exemplar brasileiro tá bem bom.

    Contudo, este post aqui é uma resenha, não uma discussão financeira. Já que você já leu a resenha da Bel e também o original em inglês, teria algo a acrescentar que ainda não tenha sido dito?

    ResponderExcluir
  15. Não sei vocÊs, ma eu pagava cerca de 12 reais em todos os periódicos da Tormenta há uns 5-6 anos trás. Eram até 100 paginas de conteudo, (preto e branco, ok), ambientação ótima e texto muito bem escrito, tanto o bestiário de arton, o reinado, a adaptação de holy avenger, o manual 3d&t, etc. 12 reais! Acho que hoje estariam cobrando 17.
    Mas vejamos... o assunto na época não era modinha como os zumbis são hoje...

    Não sei quanto a vocês, mas eu traduziria o origial em no máximo 1:30h de trabalho. Entendo que há custos de gráfica, impresão e tudo mais... Mas, considerando que um D&D atualmente deva estar na faixa de 80 reais ricamente ilustrado, com muuuuuito conteudo e mais de 300 páginas, fico com a segunda opção. Opinião pessoal claro.

    Acompanho as publicaões americanas e sei que existe MUITO lixo por lá. Nos EUA é muito fácil criar e publicar material, pois o mercado consumidor é muito grande.
    Se o preço dessas 22 p´ginas nos EUA é 9 dólares, uma pena... acho caro. Pagaria no máximo 7, considerando que não é um conteúdo totalmente original, e que qualquer pessoa poderia facilmente adaptar qualquer sistema para a temática zumbi e dar um foco na escrita de diários.

    Por fim, achei o material bom, tudo que foi escrito na review condiz com o texto. Os pontos de medo, tempo de horda e tudo mais, as classes, bacannha. O que falta? Fchas exemplos dos arquetipos de personagens, melhor explicação da classes (5 linhas foi uma piad) e tlvez umas 3 paginas simulando umapartida. (AÍ SIM EU PAGARIA 20 PILA) Achei pouco inovador. Apenas mais uma publicação nrte americana chinfrinha que venda como água nessa moda zumbi dos ultimos 4anos.
    Terras devastadas tem 128 paginas de conteudo e usta 50% mais caro... só para constar.

    ResponderExcluir
  16. Oh, não! O que é isso que encontrei aqui? Oh meu Deus, não pode: Shotgun Diaries a R$ 19,90??? http://loja.redboxeditora.com.br/shotgun-livro.html

    Oh, meu Deus, há mais! Como pode, não!!! Shotgun Diaries PDF a R$ 9,90??? http://loja.redboxeditora.com.br/shotgun-diaries-pdf.html

    E agora, para quem vou reclamar do alto preço de um dos livros de RPG com temática zumbi mais fodônicos dos últimos tempos?!?

    ResponderExcluir
  17. Felipe Felício, respeito a sua opinião, mas desculpa, Tormenta não vale nem R$12, ainda mais com aquele papel de jornal vagabundo.

    Mas claro, essa é a minha opinião. ;-)

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.