segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Bestas x Arcos (+ Bestas de Mão para OD)


Já se pergutaram qual é a vantagem de uma arma sobre a outra? Bom, eu estava lendo o livro "Cheers Gary", e fizeram a mesma pergunta, em função de que a besta causaria menos danos. A resposta de Gygax, é claro, tem base em fatos históricos.

Em primeiro lugar, uma besta é de fabricação menos complexa, em relação ao arco. Claro, existem diversos tipos de besta, como podemos ver no sistema D&D que em sua história conta ao menos com a besta de mão, a besta leve e pesada.

Cada arma destas teria como diferença basicamente: custo, alcance, dano e cadência de tiros. A cadência nada mais é do que a quantidade de setas (chamadas "quadrelo" no AD&D ou ainda, "quatrelo" no OD) disparadas. Enquanto no AD&D temos cadência 2/1 para arcos (dois tiros em uma rodada), no OD não temos essa diferença: todas as armas de longo alcance atiram uma vez. A vantagem do arco é de poder carregá-lo para novos disparos mais rapidamente do que a besta, mas besta, por sua vez, pode ficar "preparada" (ou seja, "pronta para disparo") por muito mais tempo que o arco. O atirador (chamado "besteiro") pode ficar mirando o alvo o tempo que precisar. O arqueiro precisa tensionar a corda e manter essa tensão por mais tempo.

Arco é mais difícil!


Em relação ao dano, no AD&D a besta poderia causar de 1d3 à 1d4+1, dependendo do tipo (o arco, por sua vez, causaria de 1d6 à 1d8). O que influencia o dano é a munição, mas para a besta, só é possível usar um tipo determinado de munição para cada tipo de besta: enquanto um arco curto pode atirar "flechas de caça" ou "flechas de guerra", uma besta de mão só pode usar setas de besta de mão, e uma besta leve apenas setas de besta leve (no OD, ambas causam 1d6 no mínimo).

A besta possui a vantagem do posicionamento: o besteiro pode ficar agachado, escondido atrás de um barril, por exemplo. Claro que é possível fazer algo semelhante com um arco, mas deveria ser necessário mais prática do que com a besta. E complementando este ponto, o uso da besta de forma geral é mais simples do que do arco, podendo ser empregado mais rapidamente por soldados com menos tempo de treino.

Não digo que a besta seja a melhor arma de todas, mas que muitas vezes ela é menosprezada pelos jogadores. Em meus jogos, eu ainda permitiria que um mago usasse a besta de mão (1d3) como alternativa. Seu valor no AD&D é de 300 PO, devido à complexidade de criar uma besta mais "portátil" (a besta de mão disparar como um "revólver", usando apenas uma mão) e seu alcance praticamente 2/3 menor que a "comum". É claro que um mago sem as mãos livres teria complicações para lançar magias, mas ao menos, é uma opção.


Esta daria uma bela besta de mão mágica, não?

Besta de mão para OD
Tamanho: P
Dano: 1d3
Alcance: 6 /12 /18
Iniciativa: +5
Preço: 250 PO
Peso: 1,5 kg
Quatrelos para besta de mão (10): 10 PO, 1 kg
Rafael BeltrameRafael Beltrame adora estudar a história do D&D (nos tempos da TSR) e ler módulos dos anos 70-80. Blogueiro compulsivo, trabalha em muitos projetos ao mesmo tempo e não se adapta muito bem às mudanças no campo da informática. Gostaria de morar na Village of Hommlet.

20 comentários:

  1. nao sei como, mas esse post veio do futuro!

    ResponderExcluir
  2. ah eu gosto muito das bestas, mas em termos de jogo o arco é melhor, mas a maioria dos meus personagens tem uma bestinha mesmo assim :p

    ResponderExcluir
  3. sim, mas "em termos de jogo" vc quer dizer "dano e distância", ne?

    ResponderExcluir
  4. e tipo, eu sou mais acostumado com d&d, mas arco eu vejo mais pra um personagem especializado em combate a distancia. Claro, posso estar completamente enganado. Mas por isso meus personagens geralmente tem uma besta, pelo fato dela quase sempre estar carregada, fica facil de usar nas situações ^^

    ResponderExcluir
  5. vc esta bem certo nisso!

    os piratas abordavam os navios com varias pistolas prontas. assim, eles atiravam com uma e depois com outra, e iam trocando rapidamente, um tiro apenas com cada arma. depois desciam o braço :D

    se o cara é especializado em ataques a distancia, é natural (mas nao exclusivo) que use arco. a besta tem suas vantagens, como explicada no texto, e uma besta de mão poderia ser ate um "elemento surpresa". os chineses tinham um tipo de "besta de punho" e uma nas costas. com um simples movimento, essa arma disparva

    ResponderExcluir
  6. Sempre imaginei as bestas como armas mais urbanas, de fácil manejo e de maior iniciativa para um primeiro disparo (quando previamente carregada). Quando jogo com ladinos sempre escolho a besta pequena, especialmente útil para um primeiro movimento em uma confusão na taverna.

    ResponderExcluir
  7. A própria foto que ilustra o post diz um pouco da vantagem da besta. Em uma corda usar uma das mãos para atirar com uma besta de mão armada é plenamente possível enquanto com algo seria algo complicado. São danos menores, mas a arma ganha na sua facilidade quanto ao uso em inumeras situações que o arco não entraria, com certeza.

    ResponderExcluir
  8. Uma pergunta: Um clérigo com um aqueles votos de não derramar sangue poderia utilizar uma besta?

    Alguém com uma besta destas poderia utilizar duas bestas (previamente carregadas) no mesmo turno?

    Já que mencionaram os piratas: será que não é possível fazer uma versão gigante de uma besta para cumprir fins específicos em um navio? Seria uma boa alternativa a invenção da pólvora. Os projéteis poderiam ser parecidos com ariétes, querendo causar danos sérios no casco, ou no mastro, ou na cabine, etc. O problema da recarga poderia ser resolvido com um mecanismo operado por duas ou três pessoas (afinal é um navio).

    ResponderExcluir
  9. Ola, vocês de oclerigo.blogspot.com , gostariam de formar uma parceiria com nosso blog http://instinctalternative.blogspot.com/ ?

    ResponderExcluir
  10. Lan de Borba. Tipicamente acredito que não, pelo menos como mestre eu não permitiria o clérigo usar uma besta, pois ela perfura e tira sangue do alvo tanto quanto uma espada corta e fere.

    Agora, se o cara tivesse todo o cuidado de preparar um quatrelo de uma forma criativa que não perfure o alvo mas sim o machuque, talvez com uma ponta maior, que causaria o mesmo dano mas não teria a mesma aerodinâmica, e tivesse uma distância reduzida. Aí sim eu liberaria. Só não sei se compensa.

    ResponderExcluir
  11. Pois é Paulo, pensei em um quatrelo "sem ponta", na verdade com ponta porém esta abaulada, com uma calota esférica na ponta, o que lhe dá uma boa sustentação aerodinâmica e sim vai perfurar o coitado do oponente, porém causando um dano por contusão primeiramente. Vai perfurar da mesma forma que um golpe de maça bem dado perfura um pulmão desprotegido.

    Só que, convenhamos, é muito xunxo para um voto só.

    Sabiam que a besta/balestra chegou a ser proibida de ser utilizada contra outro cristão durante um tempo na Idade Média? Tamanha era o poder de fogo/facilidade de preparação que a pena era "somente" a excomunhão.

    ResponderExcluir
  12. Lan:

    a partir da 2ed do AD&D, surgiram os clérigos especializados. se vc fosse um clerigo de um deus q tivesse a ver com uma besta ou arco (sei la, tipo Clerigo do cupido, hehhhe. ta, ok, tipo d euma divindade da caça), entao vc poderia (ao meu ver, baseado no 2ed AD&D) ter essas opçoes de arma.

    eu permitiria q se disparesse duas bestas ao mesmo tempo, mas com redutor de precisao (claro, a cituação vai dar o bonus ou penalidade).

    uma besta gigante existe, e se chama "Scorpio" (http://en.wikipedia.org/wiki/Scorpio_%28weapon%29)

    ResponderExcluir
  13. Instinct Alternative: vou consultar os colegas, ok?

    ResponderExcluir
  14. Não sei em que livro obscuro de RPG que vi uma besta que disparava balas de chumbo. Talvez seja essa a solução para o clérigo que queira usar uma besta sem comprometer seus votos.

    ResponderExcluir
  15. Parabéns Beltra!

    Ficou chuchu esse post.

    ResponderExcluir
  16. Lan, "bestas gigantes" realmente existiram. Na verdade, a primeira besta acredita-se que tenha sido uma arma bem grande, usada quase como uma peça de artilharia.

    Além disso, as grandes armas de cerco chamadas Balestras não passam de bestas gigantes, e poderiam facilmente ser montadas em navios.

    E há um tipo de besta que atira esferas de chumbo ou pedras,que poderia facilmente ser utilizada por um clérigo do tipo clássico, que não pode usar armas cortantes ou perfurantes.

    E nada disso que eu citei é "coisa de RPG" apenas, são informações históricas reais.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. a besta era um das armas mais letais na idade media, pra quem manja de inglês de uma olhada nesses videos sobre besta http://www.youtube.com/watch?v=OpuVK1jwMIA e arco e flecha http://www.youtube.com/watch?v=LoRL83EXH4I só coloquei a primeira parte, cada um tem 3 partes.

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.