terça-feira, 27 de julho de 2010

Blogs e Blogueiros: Dragões do sol negro - Fernando Alves (parte II)

Muito obrigado a todos pelos comentários na primeira parte deste post. Buenas... sem mais delongas, aqui vai a segunda parte da entrevista com o Fernando, o Mnar e o Bardo cego, e a incrível revelação sobre o que o Mnar acha que significa tosco. Confira.


(...)
Já que citou o Bárbaro, suponho que você goste de jogar com essa classe. Qual foi a situação mais marcante que você já interpretou com esse tipo de personagem?

Fernando: Hahauhauahu, não na verdade eu sempre gostei de jogar com ladrões ou guerreiros... o Mnar é guerreiro, tosco mas é hehehe

Mnar, o Urso: É eu sou tosco! O mais tosco de todos!

Bardo Cego: Mnar, tosco é ruim...

Mnar, o Urso: Como assim ruim!? Tosco é bom, toda vez que eu meto a bicuda, alguém me chama de tosco então tosco é bom... é igual a poderoso. Não é!?

Bardo cego: Aff.

Fernando: Ignorando o comentário acima, Teve várias épicas como nós falamos aqui e não estamos falando de nível, teve uma esses dias que rimos muito aqui, nós participamos de vários blogs comentando e tal, ai no blog Halls of Valhalla, estava tento uma invasão de um deus do mal ou algo assim, hehehe de lembrar já da vontade de rir, todo o pessoal lá com deuses, semi deuses, fodões e tal mandando bala na porrada e tal. Eis que entra o Mnar hauhauah, com seu machado em punho ahuahuah, sem saber pra onde ia nem em quem bater, nem se conseguiria bater em alguém lá. A nossa atuação foi tão ínfima que o Odin nem lembrou da gente, Ai o Mnar se tornou Mnar o Formiga Brilhante, hauahuah.

Bardo Cego: Mas tem uma boa também, acho que foi em vampiro... tinha dois personagens discutindo, ai um terceiro começou a rir da discussão, então um dos envolvidos na discussão sacou a arma e pimba. -Que se ta rindo ai! Largando o dedo no cara rindo! hauahauhauahua 

Mnar, o Urso: Tem uma boa que era mais ou menos assim, tinha um personagem  mal matando um padre, ai o personagem do Fernando, bom e honrado, foi em direção ao inimigo do padre, arrastando a espada no chão fazendo faísca sair dela, berrando: - Você vai pagar maldito, e blablabla, ai rolou os dados, critico, critico e critico. A cena fechou com o malfeitor berrando enquanto o personagem do Fernando corria: - Volte aqui, Venha para o lado negro da força! hauahauhau

Fernando: É as vezes o dado não ajuda.
  
Outro dia no chat do halls of valhalla eu disse que a 4ª edição era como o Windows Vista: lindo visual e um tanto quanto disfuncional, ao que você respondeu dizendo que a 4ª edição é ótima, porém diferente. Acho que seu comentário foi muito bom e, por isso, gostaria de saber quais as qualidades que você vê na 4ª edição (e que eu ainda não vi, hehehe)?

Fernando: Olha, pense comigo de forma geral, precisamos de novas publicações de RPG, novos sistemas, novas ambientações. E o fato de ter um ded 4º edição é fantástico pois mostra que o RPG não está morrendo como forma lucrativa de uma empresa. Eu acho que não sou a melhor pessoa para lhe falar sobre a 4º edição, pois não estudei com afinco, mas o que eu posso lhe dizer é que ele está mais facil de entender, de criar personagem, as modificações nas regras não foram tão grandes assim, mudou é claro mas não que o pessoal não possa se adaptar.

Mnar, o Urso: Como assim o que você não viu!?! Ele lê mentes, por um acaso!? Esse clérigo já tá me gozando!

Bardo cego: Calma Mnar, seja mais educado com nosso anfitrião. Na minha opinião o que mudou desde o D20 foi que os livros estão mais focados em regras e menos em histórias, os antigos eram diferentes nessa parte. Por outro lado ficou mais livre. Antes mulher não era paladina o nome era paladino e só homem podia. Hoje até meio-orc fêmea pode ser paladina.

Fernando: Eu concordo com o bardo. Mas sempre existe uma resistência contra novas publicações, quando saiu o d20 também foi assim o AD&D era muito melhor dizia o pessoal, mas hoje ninguém mais joga o AD&D. Eu acho que as novas publicações tornaram o jogo mais fácil de aprender, quem jogava Gurps sabe o que eu to falando, isso só favorece o jogo pois mais jogadores surgem. 

No dungeons and dragons a coisa foi mais ou menos assim no começo era as caixas, vermelha, preta, material só importado, jogo bem engessado, depois vieram os livros, Ad&d com Thaco, deixou o jogo muito mais livre, com regras um pouco mais complicadas, depois veio o D&D, com a grande sacada da open game licence, revolucionou a coisa toda e as regras ficaram mais fáceis e uma infinidade de material surgiu tanto em português quanto em inglês, teve choro quando saiu o 3.5 hehehe o pessoal reclamou que era só pra ganhar mais dinheiro, claro que isso também é verdade, mas a empresa que produz os jogos precisa sobreviver mas mesmo assim houve várias mudanças de regras tornando o jogo um pouco mais equilibrado e novos suplementos surgiram, ai como não poderia deixar de ser surgiu o D&d 4.0, empresa nova detentora dos direitos do dungeon and dragons, eles precisavam lançar um jogo com a cara da empresa deles, o que aconteceu. O jogo ficou muito mais fácil e mais livre ainda. Isso só contribui para a aderência de novos jogadores.

Você já está quase me convencendo sobre a quarta edição... Mas eu queria perguntar outra coisa. Seu blog é um dos criadores da iniciativa "Contos da Blogosfera", que vai selecionar e reunir os melhores contos RPGísticos da net em um ebook. Pelo visto a adesão tem sido grande ao movimento. Como surgiu a idéia para o contos da blogosfera, e como tem sido o processo de seleção das melhores obras?

Fernando: Rapaz realmente o pessoal tem enviado contos fantásticos, coisa boa mesmo é uma pena que não dará para inserir todos mas vamos fazer um esforço, para escolher os melhores, dentro da nossa opinião, isso não significa que os que não entrarem não são bons. Apenas que não existe espaço para todos os contos. A idéia foi assim: o pessoal dos Dragões do Sol Negro, como já mencionei antes, sempre escreveu e sempre vi coisa boa na net, e todo rpgista tem vontade de escrever e publicar algo, ai pensamos em fazer um do nosso material e ainda estamos pensando nisso. Mas eis que surge então o Ale do blog Vale RPG (diga-se de passagem que é um dos melhores blogs que eu freqüento), começou a me ajudar com o meu blog ( faça isso, olha isso, ajusta isso), ai ele me passou que também era afim de publicar alguma coisa, ai fomos conversando e tal, nos tornamos amigos e pimba surgiu a idéia. Tivemos várias reuniões, até com outros blogs, vários: "há isso não dá, isso não vai ter jeito, não funciona" e mais vários nãos e nuncas, mas graças ao Ale que como ele mesmo disse: -Se tivesse mais um que amasse o meu blog como eu amo, você ia ver como a coisa ia ser estratosférica.

Aguardamos a resposta do pessoal e aguardamos e aguardamos, a coisa não iria sair nunca... ai o Ale me chamou e: - Cara tão muito enrolado, vamos que vamos ai topei na hora, o projeto é inovador, é uma idéia muito boa, eu acho, e ai agora ta ai estamos recebendo os contos do pessoal, precisamos lógico de mais ajuda e mais divulgação na coisa para que ninguém fique de fora, mas vai ficar show.

Mnar, o Urso: Ah quem não mandar perdeu, ué! A seleção vou fazer assim, vou jogar tudo pra cima o que cair na mesa ta dentro!

Bardo Cego: Com você só assim mesmo, você não sabe ler.

Fernando: Agora sério, estamos lendo os contos, tem bastante conto, estamos analisando, não é apenas um que decide, só isso já deixa a coisa imparcial, além é claro que alguns estão em português da Zâmbia, devolvemos alguns já para o pessoal arrumar e esperamos que o pessoal goste do resultado final, pois estamos fazendo com muito carinho e responsabilidade.
  
Bom, acho que você conseguiu bater o recorde da Astreya, o post ficou gigantesco, hehehe. Mas muito obrigado pela participação.

Fernando: Eu que gostaria de agradecer a você, o espaço que nos concedeu e dizer que o seu blog está d+.

Mnar, o Urso: Eu achei que clérigo só dava sermão! A outra coisa vi sua foto você é feio pra dedel meu filho!

Bardo Cego: É muito bom ver que o nosso trabalho esta sendo visto pelo pessoal e que as pessoas tem gostado. Gostaria de aproveitar a já convidar os seus leitores e você é claro a participarem do nosso blog comentando, reclamando, enviando material, nos seguindo, participando do nosso twitterfacebook orkut e deixar uma grande abraço para vocês agora tem o ladrão ai né!? Deve ta escondido em algum lugar por ai.

Mnar, o Urso: Se liga que o facebook é meu!

Fernando: Bem lembrado, Bardo, para o pessoal que escreve no blog é muito importante os comentários do pessoal, elogiando ou mesmo reclamando, a participação do pessoal é que faz dar mais vontade de escrever. Abraço a todos e espero que tenham gostado, essa foi a minha primeira entrevista .

o ClérigoSo long and thanks for all the fish!

34 comentários:

  1. Fernandão sempre mandando bem no RPG. Parabens ai pela entrevista, show de bola.

    ResponderExcluir
  2. Boa entrevista, faltou mencionar o dia que explodi um dragão... Bruno Henrique

    ResponderExcluir
  3. Bom galera, esperei encerrar a entrevista pra commentar.

    Pessoal do Dragões é bem bacana e tem umas idéias muito boas, e, antes disso, tem iniciativa.

    Parabéns pela entrevista, aos entrevistadores e aos entrevistados.

    Abraço,

    Mr Red (Guardião do Templo)

    ResponderExcluir
  4. Caramba, Bruno. Explica aí como você conseguiu explodir um dragão.

    Essa entrevista foi muito hilária e divertida. Agradeço ao Fernando por ter aceitado o convite e ter rendido boas risadas para todos que leram as os comentários do trio Fernando/Mnar/Bardo.

    E obrigado a todos que comentaram! Isso é o que nos motiva a continuar o blog.

    ResponderExcluir
  5. É isso aí... vamos participar dos "Contos da Blogosfera", e estou ansiosa para ver os ganhadores! Muito divertida a entrevista!!
    E Mnar... vc é tosco mesmo!!!

    ResponderExcluir
  6. Ai Fino, parabéns pela entrevista pia.... Continue assim doido, desejo sucesso

    Mosele

    ResponderExcluir
  7. Realmente é uma entrevista, ao menos, interessante... Penso que neste meio há de tudo, inclusive, acrediten, pessoas muito inteligentes. O Fernando é exemplo disso, e de outras coisas também. Aliás, quero convida-los a ler alguns contos de minha autoria, que estão postados no blog Dragões do Sol Negro http://dragoesdosolnegro.blogspot.com/2010/07/darius-mcconnor-final.html e ahttp://dragoesdosolnegro.blogspot.com/2009/11/templo-da-flor-de-lotus.html

    ResponderExcluir
  8. Desculpe ter escrito tão pouco e tão grosseiramente, mas é que o meu oficial de condicional não permite acesso superior a 5 minutos de internet por dia aqui no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico... Abraços e até mais. (Interno 70707.4)

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Ops, Voltei clerigo, a segunda parte é realmente muito boa.

    ResponderExcluir
  11. obrigado pessoal que bom que vocês gostaram.

    ResponderExcluir
  12. Fico feliz que tenham gostado da entrevista e do blog. Uma coisa que eu esqueci de mencionar é que é só por causa do Fernando que eu tenho o banner aqui do meu blog, visto que eu não tinha nem idéia de como fazer um, quando o Fernando voluntariamente fez o banner e mandou para mim. Valeu cara!

    ResponderExcluir
  13. cara, me parti de rir... fico feliz pela casa dos dragões.... aliás, a casa mais acolhedora que já conheci... sim, eu sei,... isso foi coisa de elfo...

    ResponderExcluir
  14. Hahaha, todos temos "coisas de elfo" vez ou outra. Mas falaste a verdade: Todos são muito bem recebidos na Casa dos Dragões do Sol Negro, e está entrevista ajudou a curar meu mau humor hoje.

    Longa vida ao bardo cego e à Mnar, o Urso!

    Longa vida ao clérigo e ao ladino!!!

    ResponderExcluir
  15. grande finolas
    a mesa de rpg do fino tah se globalizando, saudades da jogatina ae

    a entrevista ficou show

    abraço

    ResponderExcluir
  16. Grande entrevista, e divertida!! Caros amigos, Odin não esqueceu de vós, mas é que na grande guerra havia realmente uma profusão de personagens e pessoas falando ao mesmo tempo, e brigando, e discutindo... hahaha, mas agora entendi o título "formiga"!

    E meus parabéns pela iniciativa dos contos da blogosfera, foi realmente muito bacana! E percebe-se mesmo como vocês dão importância a participação do público, pois são muito abertos e atenciosos! Parabéns!

    ResponderExcluir
  17. Fechando com chave de ouro.
    Eu lembro de alguns lances comentados durante a entrevista, e ri muito :].
    Parabéns ao Blog do Clérigo pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  18. Fernando: Velhos e novos amigos apareceram e só temos a agradeçer! Obrigado a todos vocês! Que bom que a entrevista arrancou algumas risadas e melhorou o humor dos deuses!

    Mnar: Como assim aberto, Astreya? Aqui é tudo fechadinho que chega a doer!

    Bardo cego: Obrigado a todos e realmente a opinião do pessoal e o publico é que fazem do bardo o bardo.

    Elfo genérico: Ai g3nt3 :) Achei Linda a entrevista !!! Amo vocês! (-_-)

    Abraços !

    ResponderExcluir
  19. Só para constar: me lembrei de ti e do bardo cego nas Guerras de Asgard, poderoso Mnar. O problema é que as coisas estavam tão caóticas que não pude dar a merecida atenção a vós, nobres aventureiros da Casa dos Dragões. Peço perdão, e digo que tens um lugar de honra nos Salões de Valhalla.

    ResponderExcluir
  20. Realmente muito bom, gostei da iniciativa deste blog como comentei na primeira entrevista. Achei inovador, interessante e de muito bom gosto a entrevista nobre clérigo. Meus parabéns a equipe do clérigo e espero que este como tantos blogs de rpg cresçam e prosperem.

    ResponderExcluir
  21. Obrigado odin eu sei como é ...
    Eu falo mas estamos brincando, não leve a sério.

    ResponderExcluir
  22. Eu acho que o Elfo genérico aí e em cima tá mais para elfo emo, rsrsrs

    ResponderExcluir
  23. Meus parabens ficou muito boa a entrevista não conhecia o blog dos Dragões parece ser uma galera massa de jogar!

    Parabenizo a todos!

    ResponderExcluir
  24. Maneiro... tenho acompanhado o blog da Casa dos dragões e entendi um pouco a dinâmica do blog após essa divertida entrevista!! Parabéns ao Clérigo e equipe pela entrevista!!

    ResponderExcluir
  25. Meus Parabéns pela entrevista. Acho que o Clérigo está se tornando multiclasse: Clérigo/Jornalista rs (piada infame)

    ResponderExcluir
  26. Hehehehe, gostei dessa. Quem sabe eu não abro um jornal:Diário da Taverna, rsrsrs.

    ResponderExcluir
  27. Opa até o frodo! Valeu pessoal e o clérigo realmente está de parabéns!

    ResponderExcluir
  28. fala fernandão a entrevista ficou maneira velho, parabens, saudades de Pondengran e do Deus sem face!

    Percival Long O'Donell

    ResponderExcluir
  29. Peço licença para tecer mais um comentário, a respeito da afirmação de Odin - todos temos "coisas de elfo" vez ou outra - é realmente uma verdade. Aliás, recomendo! Nós Dragões do Sol Negro temos grande apreço aos nobres elfos. Principalmente de suas orelhas, mal passadas, ao molho de mostarda silvestre, constituem deliciosos e suculentos petiscos.

    ResponderExcluir
  30. Ae galera apos a entrevista com o clérigo, nós demos uma entrevista no rockcast, confiram, www.rockcast.com.br

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.