sábado, 19 de março de 2011

Aleatório: balançando os estereótipos, bardos

Bardos.  Por um lado eles são versáteis e ecléticos, e possuem poderes mágicos únicos. Mas por outro lado eles são como patos (cavalos correm, águias voam, peixes nadam, patos fazem tudo isso mas não fazem nenhuma coisa tão bem). Mas não resta dúvidas que estão entre os personagens mais legais de interpretar, o problema é quando todos os bardos ficam iguais e repetitivos. Todos meio parecidos com a imagem aí em cima.
____________________________________________________________

Beleza manolos, hoje vou continuar com a minha série especial sobre idéias diferentes para personagens de RPG medieval, esta semana falando sobre bardos. Bem, chega de papo e vamos as idéias para bardos diferentes.

"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte não temerei mal algum, pois deus está comigo. A sua face me consola e ele me faz repolsar em pastos verdejantes."

O cantor de louvores: Em um mundo fantástico existem infindáveis maravilhas para ver, sabores a provar, pessoas a conhecer e canções para serem contadas; tudo isso criado pelas mãos dos deuses. O cantor de louvores é um peregrino, um viajante que atravessa as estradas cantando as belezas do mundo e glorificando os deuses. É normal para eles chegar a uma cidade e se apresentarem no meio da praça mesmo, sem cobrar nada (mas aceitando doações) apenas para alegrar as pessoas e levar um pouco de paz e alegria. Ser aventureiro é natural para estas pessoas, afinal, é necessário sair para ver o mundo com os próprios olhos e ter um vislumbre de quão realmente incrível ele é.

"Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará a você o caminho para sua libertação!"

O gótico: Os góticos enxergam o pior lado da existência, ou talvez eles enxerguem a verdadeira face da existência. O mundo é podre, o mundo é um lugar maligno. Infindáveis tipos de monstruosidades espreitam nas sombras e até mesmo atrás de rostos aparentemente inocentes. O gótico é um revolucionário, com sua arte ele tenta alertar as pessoas, despertar seu espírito para que elas percebam a insanidade e perigo ao redor. Este tipo de bardo percorre o mundo levando sua mensagem, e usando suas canções quase fúnebres como armas contra as trevas, fogo contra fogo. No entanto alguns mergulham tanto no lado negro que deixam de ver a diferença entre certo e errado, ou então não se importam mais; e acabam totalmente absorvidos pela escuridão. Enquanto o dia da libertação não chegar os góticos irão se vestir de preto. Um luto perpétuo pela morte agonizante do mundo.

"Conhecimento é poder!"

O arauto: As palavras são as maiores armas, através delas as pessoas podem ser levadas aos extremos do heroísmo e da vilania, e o arauto entende isso, ele entende como niguém. Com uma lábia sobrenatural o arauto pode conduzir os outros a realizar a sua vontade. Arautos são emissários de um poder maior como um reino, uma poderosa guilda ou mesmo uma igreja; ou talvez pessoas egoístas que só se interessam por seus próprios objetivos, manipulando os outros ao seu redor para que seus planos saiam de acordo. Acima de tudo o arauto é um personagem cerebral, ele pensa, depois coloca os planos em marcha e ele se desdobra naturalmente.

Beleza manolos, chegamos ao final de mais um post (que aliás foi adiado umas 4 vezes). Como é o costume deixo para vocês escolherem a classe que vai ser abordada no próximo post. Duas opções legais hoje, ranger e paladino (páreo duro acredito, uma vez que as duas são populares e altamente estigmatizadas). Até a próxima povo, e não esqueça, de comentar.
Hiago AzuredHiago Azured, Roleplayer 4/Powergamer 1; tendência:??? FOR 8, DES 12, CONS 10 INT 17, SAB 9, CAR 15 Além de rpgista é metaleiro, DeMolay, nerd, otaku e agnóstico. Costuma chamar as pessoas de "manolo", tem leve tendência a falar de forma exagerada, joga todo e qualquer cenário/sistema que aparecer em sua frente. Por algum motivo considera a amizade verdadeira uma forma superior de amor. Anime favorito: BERSERK. Mora no Acre e é criador do Crônicas do Nerd Perdido.

23 comentários:

  1. Até hoje só conheci um cara que interpretou um bardo de verdade, ele compunha musicas e tocava nas sessões, era muito massa!
    Quero ver o post sobre os rangers o/

    ResponderExcluir
  2. Patos... muito bem.
    Acho que seria interessante um post sobre os monges (não tão monges, por não precisar ter religião...)

    ResponderExcluir
  3. Paladinos!!!

    Sobre o post, gostei das idéias, Hiago :D

    Só imaginei que poderiam ser apresentados também outros tipos de bardo que não os cantores/instrumentistas, por exemplo: escritores (tem um filme japonês onde um cara segue os personagens e vai escrevendo os feitos deles conforme a estória se desenrola, mas esqueci o nome.......) e outros artistas em geral, que creio se enquadrarem na categoria bardo também. A palavra não designaria os outros, mas a temática de "personagem artístico" sim :)

    De qualquer forma, muito bom post, espero pelo próximo! \o

    ResponderExcluir
  4. Que bom que estão gostando. Com relação a outros tipos de bardos essa minha série é mais voltada para personagens jogadores mesmo, eu tento dar idéias criativas para vocês terem personagens interessantes sem precisar endoidar as regras do sistema.

    PS: está 1 X 1!

    ResponderExcluir
  5. E os rangers passam a frente! (o que é fácil considerando as armaduras pesadas dos paladinos, kkk)

    ResponderExcluir
  6. (PROFESSOR MODE ON)
    Azured, só mude aí: o correto é "estereótipos", ok?
    (PROFESSOR MODE OFF)

    Para o próximo post, rangers ou paladinos, tanto faz! São as minhas preferidas, além do bardo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Ai que vergonha. Um marmanjo feito eu que já terminou a escola dar uma vacilada dessas. Obrigado professor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Hiago fica tranquilo que esses erros acontecem, eu por exemplo,vivo dando essas mancadas hehehe se nínguem percebeu minha última baforada ficou registrada nos comentários mais recentes como BAFARADA! KKKkkkkkKKKKKkkkkKKKkkkkKK

    ResponderExcluir
  10. E está tudo empatado de novo! 2 X 2! A menos que minhas contas estejam erradas. Kkk.

    ResponderExcluir
  11. Se der empate, a ordem alfabética é justa como decisão numa escolha entre os dois (idéia auto-beneficiante...) :D

    ResponderExcluir
  12. rangers :D


    eu tive um bardo que queria escrever o melhor livro de aventuras ja feito. para isso, bastou ele se juntar ao grupo ;)

    era engraçado pq ele mentia e mudava algumas partes, tipo Em Busca do CAlice Sagrado "sir robin run away..."

    ResponderExcluir
  13. É, Beltrame, poucos entenderão a citação do Sir Robin... hehehe! Azured, não esquenta com o erro. Eu encontro vários erros em minhas próprias postagens! Na hora de por a ideia no papel, ficamos tão empolgados que desligamos a gramática. O que importa é a qualidade do material, deixe a revisão para depois.

    ResponderExcluir
  14. Monty Python é muito legal, continuo achando que uma andorinha africana poderia carregar um coco seco. ehehehehehehhe

    ResponderExcluir
  15. Viva Monty Python. Voto nos Rangers!

    ResponderExcluir
  16. Beleza manolos! semana que vem te post sobre rangers então!

    ResponderExcluir
  17. Nããããããoooo!!!
    Eu queria Paladinos...
    Ótimo post Azured, to curtindo muito os "Balançeando".
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Mais um excelente post Hiago. Gostei bastante dos subtipos do bardo(que é uma das minhas classes favoritas). Deu até uma boa idéia para minha atual aventura.

    ResponderExcluir
  19. Eu tinha um bardo que o instrumento dele era sua arma, um sabre de família que tinha ranhuras e orificios e que "cantava" quando o ar passava entre eles, se ele fosse usado da forma correta. Tinha de rolar performance pra lutar!

    Minha namorada uma vez também criou uma "Barladina", ou seja, uma personagem multiclasse Paladina/Barda. Ela agia como uma diplomata e catequista.

    ResponderExcluir
  20. Achei que a barladina era mix de barda e ladina, rsrsrs.

    ResponderExcluir
  21. Eu fiz uma barda covarde que pula no colo dos outros PJ's quando vê algo asqueroso. Eu anoto e transcrevo as sessões e antes de começar a próxima, leio a aventura anterior, é ótimo para os esquecidinhos... (e ainda posso xoramingar uns pontinhos de XP!)rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.