quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Lição: O Arquivo X do Mestre de RPG


Olá, classe! Hoje, compartilho com vocês o que o seriado Arquivo X me ensinou na arte de Mestrar o RPG.

Nessa semana, um aluno meu encontrou a entrevista que dei para o blog "As Crônicas do Bardo Acorde". Empolgado, ele me disse que, após ler a entrevista, ficou acordado esperando para assistir ao Arquivo X em um canal da Tv por assinatura (eu não sei qual, sou pobre e não tenho essas "luxúrias"! Hehehehe!). Daí, me perguntou: "poxa, maestro ("professor" em espanhol, é como a gurizada me chama), mas o que o seriado tem a ver com RPG, além de uma possível ambientação?". Em resposta ao pequeno gafanhoto e ao próprio Clérigo (leiam a entrevista lá no blog do Bardo e descubra!), eis o que aprendi com o Arquivo X no assunto "Mestrar RPG".

A Verdade Está Lá Fora

A primeira coisa que aprendi foi velar a verdade. Não poderia entregar tudo de bandeja: tudo deveria vir por pistas, pequenos detalhes inseridos no meio da trama e que, aos olhos e ouvidos da maioria, passariam despercebidos.
Um dos exemplos mais bacanas foi quando os Personagens investigavam um assassinato. A vítima havia sido encontrada no meio da mata, nua, morta a golpes de espada. Em sua mão esquerda, foi encontrado um botão dourado, provavelmente arrancado da roupa do assassino. Aha! Eis a pista? Nananinanão, Sherlock! A pista havia sido lançada duas sessões anteriores, quando um dos Jogadores decidiu comprar uma capa nova para seu guerreiro. Dentro da alfaiataria, ele ouviu a conversa do dono do lugar com um dos capitães da guarda, que precisava de um novo botão em seu casaco. Bingo! A pista fundamental estava na mão do grupo.
Claro, é preciso tomar cuidado com essas pistas e largar várias, a grande maioria falsas. Eu costumo descrever cenas, situações e objetos que não possuem importância nenhuma para a trama, mas confundem e ofuscam a visão dos Jogadores. Lembre que você é os olhos e os ouvidos deles, então, se você nunca comenta sobre a roupa dos NPCs e, de repente, descreve com minúcias um botão sumido, certamente chamará a atenção e a verdade será encontrada rápido demais.

Não adianta ficar só lendo os arquivos: para achar as respostas é preciso investigar!

Não Confie Em Ninguém

Quem aí lembra daqueles episódios em que ficavamos fulos da vida por pensar que o Diretor Assistente Skinner queria ferrar com o Mulder e a Scully? Pois é, não saber em quem confiar cria histórias magníficas! Evidentemente, é preciso um pouco de cuidado: colocar todo mundo como suspeito vai transformar seus Jogadores em paranóicos-conspiracionistas-egocêntricos. E, ao invés de simplesmente colocar o velho e manjado "bonzinho-que-na-verdade-é-mau", por que não fazer o inverso? Colocar alguém que teria tudo para ser um inimigo, mas que, na verdade, é um aliado?
Em minha atual campanha, em uma mesma aventura, tivemos dois casos de "quem vê cara não vê coração". Primeiro, ao serem recebidos em uma taverna do Norte inóspito do mundo, os Personagens sentiram-se tão a vontade que acabaram falando sobre sua missão na cidade: nesse caso, prender o próprio dono da taverna, um cultista infiltrado na comunidade. Confiaram na pessoa errada e ZAAALLOOOMMM! Todos presos e vendidos como escravos para uma arena. Aí, entrou em cena Plotino, o dono da arena: mandão, escravocrata, violento e trambiqueiro. Legítimo vilão a ser destruído! O que ele fez? Em troca de uma missão, concederia a liberdade e até uma parte nos espólios caso fossem bem sucedidos. Não bastasse isso, ainda deu grana e apoio aos aventureiros desamparados.

Quem é o vilão? Até mesmo o Krycek ajudava de vez em quando!

Guerra das Baratas

Outro ponto que eu adoro no Arquivo X (e que vários fãs odeiam) são os episódios "cômicos". "Guerra das Baratas", por exemplo, conta a história do Mulder investigando uma série de mortes envolvendo baratas que ele acredita serem marcianas. Sim, parece tosco, mas, assista ao episódio e você compreenderá. Impossível não rir (aliás, é possível sim: há uma porção de piadas que só um fã do seriado entenderia...).
E o que isso tem a ver com RPG? Ora, aventuras cômicas também sao bacanas! Nada melhor do que intercalar uma aventura "pastelão" em meio a uma campanha de suspense. Isso não "quebra" o clima, como muitos dizem, mas sim ameniza os ânimos e só aumenta a vontade de voltar a ação propriamente dita.
Uma das aventuras mais cômicas que já mestrei foi uma incursão a uma ilha dominada por goblins. A despeito do restante da raça, esses pequeruchos decidiram fundar uma civilização nos moldes humanos, com direito a prefeito, milícia, taverna e até uma biblioteca (que ninguém usava porque não sabiam ler...).

Piada mesmo foi o que aconteceu depois da oitava temporada... #traidoresdomovimento!


Operação Clipe de Papel

O seriado Arquivo X durou nove temporadas. Nesse tempo todo, vários Personagens tornaram-se marcantes, tanto aliados como inimigos. O uso de NPCs recorrentes é igualmente recompensador no RPG e há vários motivos para você reutilizar sua coleção de Personagens do Mestre: facilita seu trabalho, torna o jogo mais verossímil e evita uma pasta cheia de fichas que nunca são usadas.

Os nossos nerds favoritos! E RPGistas! Sim, assista ao episódio "Suspeiros Incomuns"!

Meditações Sobre Um Canceroso

Ah, o maldito Canceroso! Quem não detestava aquele ar superior, aquele jeito de tragar o cigarro e o olhar de peixe morto? Pois bem, o maior vilão do seriado é um modelo perfeito para um grande vilão em sua mesa. Faça-o poderoso, com amigos em todos os meios, arrogante, misterioso e, acima de tudo, temível. Depois, acrescente algum hábito característico, como o cigarro do Canceroso, e bingo, seu vilão será um sucesso.

O verdadeiro assassino do presidente Kennedy!

Então, moçada, por hoje era isso! Haveria muito mais o que falar, mas, o tempo é curto! E, para quem não conhece, fica aí a dica para uma das melhores séries de TV já feitas! Um abraço e até breve!

Prof. AlessandroAlessandro é professor de Inglês, Espanhol, Português, Religião e Literatura devido à profissão. Cineasta, cientista, astrônomo (não astrólogo...), artista plástico, ator, músico, linguista, poliglota, crítico e escritor devido à paixão. Leitor, RPGista, nerd, cinéfilo, enólogo e ocultista devido à diversão. Maníaco por cultura devido a algum mal genético. Ah, e chato, por pura força de vontade.

12 comentários:

  1. Sem dúvida Arquivo X foi um excelente seriado. Realmente um dos melhores já produzidos =D...

    Minha única "mágoa" com a série é o fato de que o sucesso de Arquivo X foi um dos fatores que levaram ao fim outro grande seriado (e um dos meus preferidos) "Kindred - The Embraced" =(...

    ResponderExcluir
  2. Ah eu sou fã de Arquivo X, e realmente da pra tirar muitas idéias do seriado, inclusive para aventuras, pq criatividade nao faltavam nos episodios ^^

    ResponderExcluir
  3. Ainda lembro dos dias angustiantes esperando pelo próximo episódio, semana após semana!!!! Tenho alguns boxs do seriado que insisto em rever regularmente...

    Seriados, de tipos variados, são fontes quase intermináveis de experiência para mestre e mesmo para jogadores de RPG.

    O ponto alto, realmente, é a forma como a verdade é tangenciada, tropeçada, perdida e quase nunca visualizada!!!!

    ResponderExcluir
  4. Nossa sem duvida arquivo X foi uma das series que eu mais gostei, lembro até hoje de um episódio onde o casal de agentes foram investigar uns estranhos assassinatos em um cidade do interior e acabaram topando com um lobisomem demais =D saudade heim.

    ResponderExcluir
  5. "A verdade esta la fora...da dungeon"

    kkkkkkl

    ResponderExcluir
  6. Que nostalgia. Eu gostava muito desse seriado, apesar de sempre ter pesadelos após ver os episódios.

    ResponderExcluir
  7. putz, ainda me lembro da morte dos pistoleiros solitarios, muito triste, e bem estupida. não lembro deles jogarem RPG, vou procurar esse episodio. é qual temporada? mermão, depois que mulder morreu a serie acabou pra mim, fiquei puto e não assisti as ultimas temporadas, nem sei o que se deu no fim da serie.

    ResponderExcluir
  8. Ótima inspiração para todo e qualquer rpgista! Outro dia vi o box com as nove temporadas lá na livraria saraiva... 300 dilmas D:

    ResponderExcluir
  9. O Canceroso é um grande vilão! O episódio "Meditações sobre o Canceroso" da 4º temporada conta a história dele e é, em minha opinião, um dos melhores episódios da série. Ah, e a propósito, ótimo post.

    ResponderExcluir
  10. Uma coisa legal também é criar um vilão que é vilão mesmo, declarado e descaradamente, e fazê-lo ser TAMBÉM um aliado! Minha campanha de Ravenloft tinha alguns assim.

    ResponderExcluir
  11. Opá, o nome do episódio é "suspeiTos incomuns", é da quinta temporada. Rapaz, o Mulder não morreu, não! Casou com a Scully e foi morar numa fazenda! Sim, estou falando sério... #averdadefede
    Eu comprei as nove temporadas por 200 dilmas há um ano, mais ou menos. Está valendo cada centavo...:D

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.