quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Alquimia: A magia é realmente necessária no mundo?

Essa semana temática trata de magia, e hoje veremos o quanto a magia é necessária ou dispensável em um mundo de RPG, analisando algumas possíveis conseqüências e evolução de mundos onde a magia existe em abundância ou inexiste.


Primeiramente analisemos o que é a magia, isso para melhor entendê-la; já fiz isso em outro post, mas não custa nada pegar um gancho. Segundo o dicionário, a magia é a religião dos magos, que é usada para produzir efeitos sobrenaturais e “impossíveis” de se conseguir normalmente, esses efeitos iriam em caminho contrário as leis da física.

Com essa definição, não é difícil perceber que a magia seria algo pelo qual as pessoas dariam tudo o que tem em troca, isso para produzir estes efeitos de acordo com seu querer, seja para o bem e para o mal. Mas ora, como isso que acabo de dizer pode estar ligado à existência ou à necessidade da magia? Está intimamente ligado eu digo, e para perceber isso basta olhar para a antiguidade. Desde os primórdios das civilizações os seres humanos buscaram formas de explicar os fenômenos a sua volta. Com isso foram criados deuses e rituais ditos mágicos em que o homem antigo “conseguia” aquilo que desejava (proteção, boa colheita, morte de outrem, manipulação dos elementos). E essa busca continua até os dias de hoje, movida pela curiosidade, inabilidade de explicar aquilo que não se conhece e mesmo como necessidade para o sentimento de segurança do ser.


Ritual em Stonehenge.


Mas então, se os seres têm necessidade de crer em algo maior, ainda mais em mundos fantásticos como os do RPG, um mundo sem magia seria impossível? Ou ainda, um mundo sem magia não seria RPG? Ou pior, RPG só é RPG se a magia estiver inserida? A resposta de todas essas perguntas é não, visto que apesar do RPG ser um jogo fantástico, sua base é a interpretação e resolução de problemas.

Vejamos abaixo o que aconteceria com os variados tipos de mundos onde a magia pode existir, ou não.

Magia é comum: Nesse tipo de mundo a magia é tão comum que faz parte da vida cotidiana das pessoas. Tornar-se um conjurador é algo que pode ser facilmente alcançado para aqueles que possuam os recursos necessários ($$$$). Aqui, itens mágicos, apesar de bastante valorizados, não são tão raros assim, e um mago com um poder mediano já pode começar a criar alguns. Serão vistos com certa freqüência feiras mágicas, duelos arcanos e alta magia. O grande problema é que a magia da forma como está, pode levar o mundo ao caos, caso uma guerra mágica irrompa, pode ser algo catastrófico como uma guerra atômica em nosso mundo. Aqui, os conjuradores, em sua maioria, são extremamente inteligentes, ardilosos e sábios, buscando frustrar os planos uns dos outros mutuamente, para evitar um embate mágico de proporções inimagináveis. Os que não o são (inteligentes) acabam encontrando seu fim de maneira rápida. É um ótimo cenário para tramas infindáveis envolvendo traições e planos dos mais variados tipos. Um ótimo exemplo desse tipo de mundo é o cenário de Forgotten Realms.


Em mundos onde a magia é comum até viagens interplanetárias podem ser realizadas.


Magia inexistente: Em mundos como este a magia já não existe, ou nunca existiu. Mas como os seres buscam a crença em algo superior, o que se desenvolve é um forte misticismo, rituais em que o povo acredita que o que se está fazendo traz poderes especiais. Em cenários assim, a tecnologia desenvolve-se de maneira mais rápida pois os seres do mundo buscam o conhecimento através de uma fonte que não seja algo "inexplicável", aqui é provável encontrarmos alquimistas como os que exitiram em nosso mundo, que desenvolvem pesquisas de modo a alavancar a ciência e a tecnologia, como a tecnologia a vapor. Os seres fantásticos neste tipo de mundo, devem ter explicação física para existirem, talvez mutações. Além disso, deuses podem existir, mas estes não influenciariam ou quase não influenciariam no curso do mundo.


Alquimistas, olhem eles aí de novo!


Magia rara: de longe este seria o meu cenário favorito. Nesse tipo de cenário a magia existe, porém é extremamente difícil de ser encontrada. Os magos seriam poucos e a ambição por poder levaria os impérios a buscarem a magia com ansiedade e força, além de caçarem qualquer tipo de conjurador existente, apenas para manterem o poder em sua nação. Neste cenário as intrigas seriam ainda maiores que em qualquer outro, com os ainda existentes planos de assassinato, organizações secretas, cultos proibidos. Seres mágicos existiriam, mas pela raridade mágica, estes deveriam ter menor poder, ou objetivos que os levassem a não findar o mundo com sua tirania (dragões). Aqui a tecnologia se desenvolveria mais rápido que no primeiro exemplo e em menor velocidade que no segundo. Este é um mundo que seria um “meio-termo” entre os extremos citados acima.


Verdadeiras guerras poderiam ser travadas para controlar a pouca magia do mundo!


Com isso podemos responder a pergunta inicial, “A magia é realmente necessária no mundo?”. E respondo, o mundo, para existir e ser interessante não necessariamente precisará estar envolto em magia, mas mesmo que a magia ainda seja inexistente, a busca dos seres viventes por algo superior ainda estará presente. E mesmo que nada funcione, ao menos um forte misticismo será desperto e tentado por alguns, logo, o mundo não precisa de magia, quem precisa são os seres que ali vivem; isso para que o inexplicável possa fazer algum sentido, pelo menos enquanto as respostas de todas as perguntas não forem reveladas.

Espero ter ajudado e melhorado a visão de vocês sobre os mundos de RPG. Um dia ainda veremos muitos desses tipos de mundo sistematizados por brasileiros.

ArantesArantes, nascido no final do verão de 1987, fã de fantasia medieval, sendo assim, não é preciso dizer que seu RPG favorito é o Dungeons and Dragons (principalmente a segunda edição). Conheceu o RPG aos 12 anos com uma versão homemade de Street Fighter; é mestre de DeD desde a mesma idade. Formado em Engenharia Química, e agora obtendo o grau de mestre, o que lhe rendeu, e rende a calvíce. Quer ser professor de ensino superior e quer fazer algo para que se lembrem dele no futuro, no âmbito científico e RPGistico. Presbiteriano roxo, é membro da Igreja Presbiteriana na cidade onde reside aos fins de semana.

12 comentários:

  1. realmente não é necessária a magia no mundo, mas que ela da um toque de fantasia particular para o RPG ela realmente dá.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o post.
    Eu gosto de um meio termo entre magia comum e rara.
    Sobre ser necessária, eu não diria que é NECESSÁRIA, mas é muito bom pois da um diferencial ao RPG como o ladino disse. E principalmente, da uma variadade maior, da maior liberdade pro mestre criar coisas e tambem para não ter que explicar algumas coisas que seriam impossíveis.
    XD

    ResponderExcluir
  3. Sim, é possivel rpg sem magia. Ou se esqueceram de vampiro?

    ResponderExcluir
  4. @Arantinhos: Caro amigo, vampiro está repleto de magia (sobrenatural), veja as disciplinas vampiricas por exemplo, são "magias" que foram ensinadas por Lilith ao grande pai Caim, a diferença é a energia que vem do sangue.

    ResponderExcluir
  5. pessimo exemplo cara. tirando o fato do mundo das trevas terem magos, os proprios vampiros tem suas disciplinas entre elas a taumaturgia. alem de que as disciplinas em si ja são semelhantes a magias.

    ResponderExcluir
  6. RPG tipo fantasia medieval sem magia não sei se teria muita graça. quando jogo nesse tipo de ambientação ja vou esperando esse tipo de coisa.

    ResponderExcluir
  7. Agradeço aos comentários dos que aqui passaram.

    @arantinhos: it's not a good example. Vampiro está cheio de magia, porém essa magia é diferente da que vemos em rpgs de fantasia medieval. Vampiro e lobisomem são seres místicos em WoD, que inclusive podem realizar rituais para conseguir o que querem. Em WoD inclusive, existe o RPG Mago, quer mais magia que isso?

    @AU-AU: Tudo depende de como o mestre encara um mundo sem magia. Qualquer RPG pode ser interessante, desde que o mestre saiba dar o enfoque e ambientar o jogo, e claro, com bons jogadores tudo fica mais fácil.

    @Medieval-Tales: Eu gosto de RPGs onde a magia é mais rara, dificil de ser conseguida, e principalmente vista com maus olhos por uns e com adimiração por outros. Uma coisa que aprendi é que magia é poderosa demais, tanto que dobra a realidade a favor de seu praticante. Mas eu mestro em Forgotten Realms, e gosto mesmo é de RPG, qualquer que seja. huheuheuhe
    @Dr. Nosferatu: Você por aqui de novo? vou chamar o clérigo pra usar o poder da fé em você. Ixi, vc é um vampiro neh? eu tava agorinha mesmo fazendo uns experi... quer dizer, conversando com um vampiro, ele estava meio amarra... quer dizer com sono, acho que é pq tah de dia. Vamos bater um papo qqr hora? tava precisando de um nosferatu pra eu dissec... quer dizer, conversar.

    @Ladino: Concordo com você, mas como eu disse, em qualquer cenário de RPG vai necessariamente existir o místico.

    ResponderExcluir
  8. Arantinhos, há magia em vampiro sim. Lembre-se de que os Tremeres são descendentes de uma linhagem de magos que se tornaram vampiros e que sua disciplina Taumaturgia é vulgarmente conhecida como magia do sangue.

    Detesto dar o braço a torcer, mas o Dr. Nosferatu está certo... infeliz!

    ResponderExcluir
  9. Ué, cadê o Nosferatu? Fugiu depois do meu comentário? Só quero bater um papo pow!

    Só pra constar, o Arantinhos é meu irmão mais novo. Começando agora no RPG, logo, só conhece bem as D&D 3.X

    ResponderExcluir
  10. Gosto de cenários que a magia seja rara e caprichosa. Um excelente exemplo são Senhor dos Anéis e Conan.

    Mas em contrapartida, já prefiro cenários de alta magia como Forgotten Realms ou Tormenta à cenários totalmente sem magia.

    A magia quando bem utilizada, dá "uma cor a mais" na aventura =D...

    ResponderExcluir
  11. Muito bom o post. Eu, particularmente, acho que RPG sem um pouquinho de magia não chamaria tanta minha atenção. A realidade tá aí, então, por algumas horinhas a cada sessão, brincar um pouquinho com a magia XD

    ResponderExcluir
  12. O WoW estava melhor....

    ResponderExcluir

Seja um comentarista, mas não um troll! Comentários com palavrões ou linguagem depreciativa serão deletados.